Programas

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO, PLANEJAMENTO, ORIENTAÇÃO E CAPACITAÇÃO.
É um programa transversal, formado por uma equipe multiprofissional (02) Psicólogos, (01) Fonoaudióloga, (02) Terapeutas Ocupacionais,(01) Assistente Social, (01) Psicopedagoga,(01) Pedagoga), que vem de encontro a implementar estratégias do atendimento estendendo sua atuação nos programas da entidade.

 PROGRAMA DE INTERVENÇÃO, PLANEJAMENTO, ORIENTAÇÃO E CAPACITAÇÃO.

01) Ação: Diagnóstico de Enturmação
02) Ação: NO AEE – TEA: Organizar, atender / orientar e acompanhar as
atividades/intervenções propiciando o desenvolvimento aos avanços almejados e o
fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, a autonomia, a independência...
03) Ação: Programa de Atendimento Sócio Educacional e Ocupacional:
Da mesma forma que o AEE
04) Ação: Programa de Atendimento à Família: Atender/orientar e acompanhar,
favorecendo atendimento especializado (apoio) às famílias, diante cada especificidade e
necessidade.
05) Ação: Educação, Saúde, Assistência Social:
A equipe multiprofissional, organiza as capacitações, Seminários, visitas domiciliares,
acompanhamentos médicos, encaminhamentos de direitos, levantamentos de dados, estudo
de casos, organizações e planejamentos, registros...etc.

 PROGRAMA DE ATENDIMENTO A FAMÍLIA

Objetivo: favorecer atendimento especializado (apoio) às famílias através da equipe multidisciplinar, com a finalidade da promoção da autonomia, a inclusão social, a melhoria da qualidade de vida, promoção ao acesso de benefícios, propiciar experiências, superação das fragilidades.

 PROGRAMA DE ATENDIMENTO SÓCIO EDUCACIONAL E OCUPACIONAL.

Objetivo: Prestar atendimento especializado, a partir de seis anos que apresentam baixo nível funcional e acima de dezoito anos que não estão aptos a serem inseridos no mercado de

SERVIÇO DE ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO – AEE

Objetivo: proporcionar condições de aprendizagem através de atividades que possibilitam avanços nos aspectos: sensoriais, comportamentais, sociais, afetivos, cognitivos e de comunicação, priorizando futura inclusão no mundo do trabalho.
O atendimento é duas vezes por semana, por quatro horas, em horário oposto ao ensino comum.
1. TEA associado a baixo nível funcional;
2. TEA associado à boa funcionalidade.

PROGRAMA DE ESTIMULAÇÃO PRECOCE NEUROSSENSORIAL

Objetivo: Ofertar atendimento especializado, visando o desenvolvimento global da criança, áreas motora, sensório-perceptivo, cognitiva, comunicação, afetiva, autonomia e autocuidados.
Faixa etária: até cinco anos e onze meses e, a partir de 4 anos deverão ter matrícula comprovada na rede regular de ensino.
Atendimento duas vezes por semana sendo cada atendimento de 01:45.

 MUNDO DO TRABALHO

Tem seu objetivo voltado a oportunizar as pessoas com Transtorno do Espectro Autista, uma prática capaz de qualificar pessoalmente e profissionalmente para o mercado de trabalho, garantindo – lhes condições para a plena inclusão na sociedade.
Neste sentido o Programa estará voltado a buscar desenvolver as habilidades e potencial laborativo das pessoas com Transtorno do Espectro Autista, através de atividades que orientem e estimulem a convivência social, a participação cidadã e uma formação geral para o mundo do trabalho.

A LINGUAGEM E O AUTISMO

Sabemos que a dificuldade com a comunicação é uma das grandes preocupações no caso do AUTISMO, isso porque crianças com autismo apresentam significativa limitação com a imitação, especialmente a imitação verbal (palavras) e mesmo aqueles que são capazes de imitar, geralmente não utilizam as palavras para se comunicar espontaneamente.
Sendo assim, uma das funções da fonoaudióloga na atuação com crianças autistas é a identificação dos aspectos para os quais as crianças mostram mais habilidades, para que estas sejam utilizadas como apoio nas atividades escolares e em abordagens terapêuticas de comunicação e linguagem.
Desta forma o trabalho de estimulação da linguagem na AMA de Jaraguá do Sul é desenvolvido através de uma abordagem comportamental (TEACCH).
O TEACCH é um modelo de intervenção, onde através de uma “estruturação externa”, organização de espaços, materiais e atividades permitem criar estratégias e mais tarde, automatizá-las de modo a funcionarem fora da sala de aula em ambientes menos estruturados.
A organização do ambiente é a chave do sucesso deste modelo, uma vez que as crianças com autismo, não têm uma estrutura interna bem definida e, como tal, para o funcionarem precisam que alguém lhes forneça esta construção.
Desta forma, através de um espaço organizado, com atividades adequadas e com rotinas estabelecidas, essa estrutura coerente e consistente, lhe poderá ser garantida.
Através do ensino estruturado, é possível fornecer informações claras e objetivas das rotinas, manter um ambiente calmo e previsível, atender á sensibilidade do de nossas crianças/adolescentes aos estímulos sensoriais, propor tarefas diárias que os mesmos são capaz de realizar, e com isso promover a autonomia e, consequentemente, uma diminuição dos problemas comportamentais.
Sabendo o que tem que ser feito, por quanto tempo terá que trabalhar, visualizado a instrução e reconhecendo o que se espera dele, o usuário com autismo, sai de um estado ANSIOSO e passa a contribuir funcionalmente para a sua aprendizagem.


MISSÃO

Contribuir para a autonomia e inclusão do autista, estando capacitada para o atendimento
especializado em serviços de assistência social, educação e saúde, mantida pela ação de grupo
de voluntários, convênios e contribuições da sociedade.

Contato

Email: ama.autista@uol.com.br
Fone: +55 47 3373-8863

Endereço

Rua Gustavo Friedemann, 134
89256-190 Jaraguá do Sul

Newsletter